E se eu fosse eu?

Sem o julgamento, a hierarquia, o domínio ou a influência dos outros (pais, chefes, cônjuges, filhos, etc), os rótulos sociais… se “por um respiro” minha Vida só dependesse de mim…

E se eu fosse eu?

• no meu trabalho … como eu seria?
• para decidir o meu futuro, que decisão eu tomaria agora?
• para agir por mim nos próximos vinte minutos, o que faria?
• o que eu faria por mim no relacionamento afetivo (um casal precisa de dois inteiros, fortes)? O que eu faria por meu parceiro (a)? Por nós? Sem nós, se for o caso?
• como eu cuidaria da minha qualidade de vida, da minha cabeça, do meu bem estar hoje?
• como eu planejaria as minhas finanças?
• que rumo eu daria para a minha carreira?
• para fortalecer minha autoestima, identidade e autonomia?
• que cuidados eu daria ao meu corpo nesta semana?
• qual seria o maior valor, aquele que eu colocaria no topo da minha vida?
• qual seria o melhor objetivo da minha vida?
• que pequeno passo eu daria agora para resolver uma grande dificuldade minha?
• que solução inédita eu daria ao menor problema que eu tenho hoje, agindo já?

Como seria se eu fosse mais eu, menos outros?
“E se” “e se” “ e se”? Uai…. e por quê não?
E se eu fosse eu?

#amorpróprio #autonomia #sensodeidentidade #soluçãodeproblemas #terapiacognitivocomportamental #psicologia #filme #relacionamento #sexualidade #estressenotrabalho #carreira #emaranhamento #subjugação

Leave a Reply

Your email address will not be published.